Informação sobre labirintite, causas, sintomas e tratamento de labirintite. descrevendo os diversos tipos de labirintite, como labirintite aguda, crônica e esclerosante, com propostas de tratamento natural, médico e alternativo, assim como dicas de uma alimentação adequada de modo a prevenir e evitar labirintite.


Como é feito o diagnóstico de neurite vestibular

Na fase aguda da neurite vestibular, em casos simples, enquanto um exame completo é necessário, nenhum teste adicional é geralmente necessário. Certos tipos de especialistas são especialmente bons em fazer estes diagnósticos, e recorrer a um destes médicos especializados logo no início dos sintomas pode tornar possível evitar testes ou medicação desnecessária. Em grande parte, o processo envolve a averiguação de toda a situação, que pode ser explicada por uma lesão num nervo vestibular. Não é possível no exame clínico ter a certeza absoluta de que a imagem de "neurite vestibular" não seja realmente causada por um tronco cerebral ou acidente vascular cerebral, pelo que erros de diagnóstico são possíveis. No entanto, isto acontece muito raramente, e não se torna necessária a realização de imagens de ressonância magnética ou outras semelhantes, com muita frequência.
Os sinais de neurite vestibular incluem nistagmo espontâneo, e instabilidade. Pode-se notar que a visão é perturbada ou que a visão demonstra nervosismo ao olhar para um lado particular. Isto geralmente significa que o ouvido do lado oposto é afetado, e deve-se ao olhar assimétrico evocadno nistagmo. Ocasionalmente outros distúrbios oculares irão ocorrer, tais como visão dupla vertical. No entanto, se os sintomas persistirem por mais de um mês, e reaparecerem periodicamente, ou evoluírem com o tempo, podem ser propostos alguns testes. Nesta situação, quase todos os pacientes serão convidados a submeter-se a um audiograma e uma ENG. Um audiograma é um teste de audição que se torna necessário para distinguir entre neurite vestibular e outros diagnósticos possíveis, tais como a doença de Ménière e enxaqueca. O teste ENG é essencial para documentar as características respostas reduzidas ao movimento de um ouvido.
Um teste emergente chamado um VEMP pode ser útil na determinação da extensão do dano (Lu et al, 2003). Além disso, VEMP pode ser útil na confirmação do diagnóstico de neurite vestibular, em oposição a outro processo que danificou o nervo, já que a maior parte das pessoas com neurite vestibular terá reduzida função ENG, mas presente VEMP.
Um exame de ressonância magnética será realizado se houver qualquer possibilidade razoável de um acidente vascular cerebral ou tumor cerebral.
Ocasionalmente pode-se visualizar a inflamação do nervo vestibular. Na maioria dos casos, é mais eficaz recorrer a um neurologista antes da obtenção de uma ressonância magnética.

Índice dos artigos relativos a Labirintite
POSTAGENS POPULARES

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL