Informação sobre labirintite, causas, sintomas e tratamento de labirintite. descrevendo os diversos tipos de labirintite, como labirintite aguda, crônica e esclerosante, com propostas de tratamento natural, médico e alternativo, assim como dicas de uma alimentação adequada de modo a prevenir e evitar labirintite.


sábado, 18 de outubro de 2014

Tratamento de labirintite e neurite vestibular

Neurite vestibular aguda é geralmente tratada sintomaticamente, ou seja, os medicamentos são dados para as náuseas (anti-eméticos) e para redução de tonturas (supressores vestibulares). Medicamentos típicos utilizados são "Antivert (meclizina)", "Ativan (lorazepam)", "Phenergan", "Compazine", e "o Valium (diazepam)". Quando existe suspeita de uma infeção por vírus do herpes, pode ser utilizado um medicamento chamado "aciclovir" ou um desta familia.
Esteróides (prednisona, metilprednisolona ou decadron) também são utilizados em alguns casos. Strupp e outros (2004) relataram recentemente que os esteróides (metilprednisolona por 3 semanas) melhoraram significativamente a recuperação da função vestibular periférica em pacientes com neurite vestibular, enquanto valaciclovir não. Todos os pacientes também receberam um medicamento anticolinérgico (pirenzepine). Efeitos colaterais foram encontrados, incluindo uma úlcera gástrica de um paciente e a indução de diabetes em dois outros. Strupp e co-autores não indicam um mecanismo para o efeito positivo de esteróides.
Labirintite aguda é tratada com os mesmos medicamentos que a neurite vestibular, além de um antibiótico como amoxicilina, se houver evidências de uma infeção do ouvido médio (otite média), tais como dor de ouvido e um exame auditivo anormal sugerindo fluido, vermelhidão ou pus por trás do tímpano. Ocasionalmente, especialmente para pessoas cuja náuseas e vômitos não podem ser controlados, uma admissão ao hospital é feita para tratar a desidratação com fluidos intravenosos. Geralmente a permanência no hospital é breve, apenas o tempo suficiente para hidratar o paciente e iniciá-lo numa medicação eficaz para evitar vômitos.
O paciente normalmente leva 3 semanas para se recuperar de neurite vestibular ou labirintite. A recuperação ocorre devido a uma combinação do corpo que combate a infeção, e do cérebro que se acostuma com o desequilíbrio vestibular (compensação). Algumas pessoas experimentam a vertigem persistente ou desconforto nos movimentos da cabeça, mesmo depois de decorrerem 3 semanas. Depois de três meses, os testes (ou seja, uma ENG, audiograma, VEMP, e outros) são indicados para ter a certeza de que este é realmente o diagnóstico correto, e um encaminhamento para um programa de reabilitação vestibular pode ajudar a recuperação plena.

Índice dos artigos relativos a Labirintite

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL